Ultima atualização 17 de julho

No Brasil, apenas 5,3% da população tem um plano de previdência privada aberta

Segundo um levantamento da Fenaprevi, somente 10,8 milhões de brasileiros contrataram um plano de previdência privada aberta

Um levantamento realizado pela Fenaprevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), referente a maio de 2023, revela que 10,8 milhões de pessoas possuem planos de previdência privada aberta no Brasil. Considerando o último Censo Demográfico, o dado revela que apenas 5,3% da população brasileira está se preparando para uma aposentadoria mais tranquila por meio desses planos.

“O percentual da população coberta pelo sistema de previdência privada é muito baixo. Se considerarmos o sistema como um todo (aberta + fechada), é de, apenas, 7,2%”, diz Edson Franco, presidente da Fenaprevi, que acrescenta: “Tudo isso demonstra que o segmento de previdência privada tem o desafio de aumentar a inclusão previdenciária, para que um maior número de pessoas tenha acesso a essa importante forma de proteção financeira. Os empregadores podem ser um forte aliado para alcance desse objetivo”, explica o executivo.

De acordo com dados da Fenaprevi, apenas 2,3 milhões de pessoas têm planos coletivos (considerando os contratados pelas empresas em favor de seus colaboradores e as demais formas de contratação coletiva), o que equivale a aproximadamente 4,6% dos trabalhadores formais.

Segundo Franco, “os dados revelam que é necessário incentivar os empregadores a ajudar seus colaboradores a se prepararem para o momento da aposentadoria, inclusive no que diz respeito ao aspecto financeiro”.

Setor acumula R$ 1,3 trilhão em ativos

O setor acumula R$ 1,3 trilhão em ativos, montante equivalente a 12,5% do PIB brasileiro e 12,9% acima do registrado em maio de 2022. Apenas em maio, foram aportados R$ 13,3 bilhões em planos de previdência privada aberta, o que elevou o resultado acumulado nos cinco primeiros meses de 2023 para R$ 63,7 bilhões, valor 2,3% acima do observado no mesmo período do ano passado.

Entre janeiro e maio deste ano, foram resgatados R$ 55,3 bilhões, levando a captação líquida do setor, que significa o resultado dos aportes menos os resgates, para R$ 8,4 bilhões.

Considerando-se apenas o mês de maio, a captação líquida foi de R$ 1,9 bilhão, enquanto os resgates somaram R$ 11,4 bilhões no mês, elevação de 10,3% em relação a maio de 2022.

Plano tipo VGBL é o produto favorito

Na análise da captação bruta dos cinco primeiros meses do ano por produto, verifica-se que R$ 58,1 bilhões (91,1% do total) foram aportados nos planos VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre); R$ 4,5 bilhões (7% do total) foram para a modalidade PGBL (Planos Gerador de Benefício Livre); e R$ 1,2 bilhão (1,9% do total) foram destinados aos planos Tradicionais e FAPI (Fundos de Aposentadoria Programada Individual).

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
Best Wordpress Adblock Detecting Plugin | CHP Adblock
pt_BRPortuguês do Brasil