Ultima atualização 16 de novembro

Receita do Grupo Medial cresce 14,3% até o 3º trimestre deste ano

A Medial Saúde S.A. divulgou na última sexta-feira que a sua receita total atingiu R$562,3 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta 4,5% perante os três meses anteriores e de 14,3% na comparação com igual intervalo de 2008.
Ao final do terceiro trimestre deste ano, o número de beneficiários alcançou a marca de 1.839,9 mil, crescimento orgânico de 1,9% em relação aos 1.806,1 mil do segundo semestre de 2009 e 16,3% em relação aos 1.582,3 mil do mesmo intervalo do exercício anterior. Do total de beneficiários registrados entre julho e setembro, 1.536,0 mil eram de planos médico-hospitalares, estável em relação ao segundo trimestre de 2009 e crescimento de 7,5% em relação aos 1.428,2 mil do mesmo intervalo deste ano.
Em relação aos planos odontológicos, no terceiro trimestre deste exercício, a Medial contava com 303,9 mil beneficiários, aumento de 11,6% em relação ao trimestre anterior e 97,2% em relação ao mesmo intervalo do ano passado. A penetração de planos odontológicos na base da Medial subiu 9,0 pontos percentuais, de 10,8% no terceiro trimestre do ano passado para 19,8% em igual intervalo de 2009.
Contemplando os beneficiários provindos da aquisição do Grupo Saúde, a Medial passa a ter 1.970,9 mil beneficiários, o que representa crescimento de 15,0% em relação ao período de julho a setembro do ano passado.
As vendas da Medial atingiram 123,3 mil planos médico-hospitalares, o que representa média mensal de 41 mil planos, e 31,5 mil planos odontológicos no terceiro trimestre de 2009. Houve incremento do ticket médio, calculado a partir das contraprestações líquidas de beneficiários de planos médico-hospitalares de setembro em relação ao 2T09. O ticket médio chegou a R$120,6, aumento de 6,0% em relação ao segundo trimestre deste ano.
A sinistralidade no período de julho a setembro de 2009 foi 82,9%, o que representa aumento de 8,5 pontos percentuais em relação ao mesmo intervalo do exercício anterior. No trimestre, a variação da PEONA foi inferior ao do segundo trimestre deste ano, totalizando R$18,4 milhões; no ano, esta variação foi R$54,1 milhões, ou 3,4% das contraprestações líquidas.
A gripe suína, nos meses de julho e agosto, pressionou os custos médicos. O número de internações atingiu o pico de utilização de, aproximadamente, 50 leitos e o número de exames, atendimentos em prontos-socorros e centros-médicos tiveram expansão significativa neste período devido a maior preocupação por parte da população em relação a qualquer sintoma de gripe.
O EBITDA ajustado no terceiro trimestre de 2009 de R$-46,2 milhões; adicionado das receitas financeiras de provisões e variação da PEONA, o EBITDA do período resulta em R$-24,7 milhões e R$-8,5 milhões no acumulado de 2009.

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
100% Free SEO Tools - Tool Kits PRO