Ultima atualização 22 de março

Por que os bancos estão à frente das seguradoras na corrida tecnológica?

Ritmo da transformação digital na indústria de seguros dependerá da capacidade das empresas tradicionais se adaptarem às novas tecnologias

O mundo financeiro é um campo de batalha tecnológica, com os bancos liderando a carga e as seguradoras lutando para acompanhar. Mas por que essa disparidade existe? Pode ser um pouco complicado ‘cravar’ certezas, mas é possível fazer algumas suposições.

A primeira questão é que os bancos lidam com um volume enorme de transações a cada dia, desde pagamentos instantâneos até investimentos internacionais. Essa necessidade de velocidade impulsionou a adoção de tecnologias como Inteligência Artificial e APIs para automatizar processos e garantir transações instantâneas e seguras.

Isso sem dizer que o segmento bancário é extremamente competitivo, com novos players e startups surgindo a todo momento. Para se destacar nesse cenário, os bancos investem pesadamente em inovações tecnológicas que oferecem aos clientes experiências mais convenientes e personalizadas, como aplicativos móveis intuitivos e serviços bancários online 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Henrique Volpi

E o que dizer da segurança? Os bancos lidam com dados confidenciais e transações financeiras, tornando a proteção uma prioridade absoluta. A constante ameaça de ataques cibernéticos e fraudes exige investimentos em tecnologias de segurança de última geração, como autenticação biométrica, criptografia avançada e sistemas de detecção de anomalias.

Diferente de muitas seguradoras, os bancos reconhecem a importância da tecnologia para o seu futuro e estão constantemente buscando novas formas de integrar soluções inovadoras em suas operações. Essa cultura de adaptação e experimentação permite que os bancos se mantenham competitivos e atendam às necessidades em constante mudança dos clientes.

Embora as seguradoras estejam mais focadas em processos tradicionais, o setor está começando a sentir a necessidade de se adaptar às novas tecnologias. A crescente demanda por serviços personalizados, a pressão da concorrência e a necessidade de otimizar operações estão impulsionando a busca por soluções tecnológicas inovadoras.

As insurtechs, startups que combinam seguros com tecnologia, surgiram como agentes de transformação no mercado. Ao oferecerem soluções inovadoras e personalizadas, como apólices sob demanda, chatbots para resolução de sinistros e plataformas digitais para gestão de riscos, elas estão desafiando o status quo e forçando as seguradoras tradicionais a se adaptarem ou correrem o risco de ficar para trás.

É possível que, no futuro, as seguradoras alcancem o mesmo nível de maturidade tecnológica que os bancos. E uma maneira de se atualizar é buscar parcerias com empresas de tecnologia para desenvolver soluções inovadoras e personalizadas. Essa colaboração permite aproveitar a expertise tecnológica de ponta e se manter na vanguarda da indústria.

O ritmo da transformação digital na indústria de seguros dependerá da capacidade das empresas tradicionais se adaptarem às novas tecnologias e de abraçarem a cultura de inovação, que já é realidade nos bancos. As seguradoras que reconhecerem a importância da evolução e a utilização de inovações estarão melhor posicionadas para prosperar nesse novo cenário.

A era da transformação digital já começou. As seguradoras que se adaptarem e inovarem estarão mais bem posicionadas para prosperar nesse novo cenário.

* Por Henrique Volpi, CEO e sócio-fundador da Kakau Seguros e da Kakau Tech

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
Best Wordpress Adblock Detecting Plugin | CHP Adblock