Ultima atualização 20 de dezembro

Seguro residencial ameniza prejuízos causados pelas fortes chuvas

Produto protege contra danos materiais e elétricos causados aos bens segurados decorrentes de vendaval, furacão, ciclone, tornado e granizo

Com a chegada do verão, aumentam as ocorrências de temporais e outros fenômenos, como queda de raios e vendavais, eventos que ficaram ainda mais extremos nos últimos anos por causa das mudanças climáticas. Enchentes, deslizamentos de terra, árvores e postes caídos, destelhamentos, queda de energia, eletrodomésticos queimados, vidros quebrados são algumas das consequências. Para amenizar os prejuízos, muitas pessoas têm buscado proteção com o seguro residencial.

Segundo um levantamento da FenSeg (Federação Nacional de Seguros Gerais), a contratação de seguro residencial aumentou 25% entre 2017 e 2021, totalizando, atualmente, 12,7 milhões de residências seguradas em todo país. A pesquisa revela também que, em 2021, a região Sul foi a que teve maior participação na contratação dessa proteção, com 29,7%. Em seguida, estão as regiões Sudeste (22,3%), Centro-Oeste (12,9%), Nordeste (7%) e Norte (4,6%).

Bruna Melo, COO da Ciclic, avalia que a proteção do maior patrimônio ainda é algo que precisa estar na cultura do brasileiro, uma vez que os seguros mais buscados costumam ser o de automóvel, de celular e de vida. A executiva ainda explica que, entre as coberturas do serviço oferecido pela empresa, está a de danos materiais e elétricos causados aos bens segurados decorrentes de vendaval, furacão, ciclone, tornado e granizo.

“Ter um seguro residencial que cobre danos causados por eventos como chuva de granizo, queda de raios e ventos fortes, é fundamental nos dias de hoje. É uma forma de amenizar alguns prejuízos. O seguro residencial não apenas oferece uma segurança para o lar, mas também possui um valor muito acessível e, muitas vezes, até mais barato do que proteções veiculares ou de dispositivos eletrônicos”, comenta Bruna.

As empresas de seguros também estão redefinindo as coberturas ao ampliar suas ofertas para além da proteção contra danos. Uma tendência que cresce no mercado de seguros residenciais é a expansão das assistências, visando atrair novos públicos. Entre as alternativas proporcionadas estão: assistência 24 horas, encanadores e eletricistas.

O seguro residencial da Ciclic, por exemplo, tem mais de 50 opções de coberturas que podem ser personalizadas. Algumas delas são:

– Danos materiais causados aos bens segurados decorrentes de vendaval, furacão, ciclone, tornado e granizo.

– Prejuízos causados por incêndio, queda de raio, explosão e fumaça dentro ou fora do imóvel.

– Danos elétricos nos bens segurados ocorridos por causa de variações anormais de tensão, curto-circuito, calor acidental por eletricidade, descargas elétricas, raios, fiação, dispositivos de proteção e instalações eletrônicas.

“A cobertura do seguro residencial da Ciclic varia de acordo com o plano que o cliente escolher e, em cada um, ele ainda tem a opção de personalizar o valor e adicionar novas coberturas. A personalização é importante porque cada cliente tem uma necessidade. Dessa forma, ele deixa o seguro com tudo o que sua casa precisa”, destaca também Giovanna Souza, Product Owner da insurtech.

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.