Ultima atualização 10 de agosto

Sincor-SP debate desenvolvimento do setor de seguros

Encontro reuniu cerca de 50 corretores e contou com apresentações dos presidentes do Sincor-SP e da FenSeg

Sincor-SP debate desenvolvimento do setor de seguros

O Sincor-SP reuniu cerca de 50 corretores de seguros para debater o desenvolvimento econômico do setor. O encontro foi realizado na última quarta-feira (5), em São Paulo.

“O Sincor-SP é a representação de todos corretores de seguros do Estado e cabe a nós oferecer atratividade e interatividade, seja pequeno, médio ou grande, em suas diversas necessidades, anseios e expectativas. Em nossa gestão, estamos buscando a proximidade com os corretores maiores e líderes de grandes corretoras multinacionais, até pela falta do hábito, para entender a visão de mercado. Formamos um grupo inicial que queremos ampliar e estabelecer uma agenda produtiva”, explicou o presidente do Sindicato, Alexandre Camillo.

O executivo abordou também as ações realizadas desde o início da gestão, em maio de 2014, e os esforços para inserir a entidade e a categoria dos corretores de seguros no cenário político.

“Apesar de sua grandeza, o Sincor-SP não se fazia adequadamente representado politicamente, com acesso da nossa indústria a lideranças públicas”, declarou Camillo, comentando recentes reuniões com políticos, como o governador do Estado, Geraldo Alckmin, e o presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez, além de deputados, expondo a indústria de seguros e criando oportunidades de participar de projetos de lei ligados ao mercado.

Camillo também citou o projeto Governo Itinerante, no qual a direção do Sincor-SP visita os municípios e se reúne com prefeitos e lideranças para apresentar trabalhos. “Isso também começa a gerar resultados. Nesses encontros, por exemplo, firmamos parcerias para levar cultura do seguro à população”. Soma-se a isso a atuação na política sindical: Camillo tem se posicionado na Fenacor, como vice-presidente da região Sudeste.

Cenário econômico e o seguro

Especialistas convidados conduziram palestras com suas visões sobre a economia do setor. O consultor econômico do Sincor-SP, Francisco Galiza, apresentou a Carta de Conjuntura do Setor de Seguros, avaliação mensal do segmento e seus setores relacionados, incluindo suas tendências e projeções. Já Paulo Marracini, presidente da FenSeg, expôs a complexidade de falar da visão da entidade, que representa mais de 70 companhias de seguros, entre estrangeiras, ligadas a bancos ou focadas em varejo, e deixou seu próprio ponto de vista.

“As companhias de bancos ganham muito dinheiro com VGBL e PGBL, que são produtos financeiros. No ano passado houve insegurança em relação aos ativos e muito resgate, porém neste ano está crescendo bastante novamente. O segmento de automóvel tem crescido principalmente na contratação de assistências e coberturas acessórias, provando que o consumidor está contratando cada vez mais o que traz valor real a ele, e as companhias estão inovando nisso. Outros produtos estão crescendo como condomínio, residencial”, afirmou Marracini.

O assessor jurídico do Sincor-SP, Antonio Penteado Mendonça, concordou que o mercado é promissor. “A boa notícia é que vamos crescer muito. A grande pergunta é: quem vai acompanhar esse crescimento? Precisamos investir em capacitação, para diferenciar e não sermos atingido por crise. Hoje, temos uma atividade seguradora madura, com profissionais sérios e competentes, e quem passar esses próximos anos tem chance de ganhar dinheiro em seguro como nunca aconteceu antes”, disse Mendonça.

L.S.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
100% Free SEO Tools - Tool Kits PRO
pt_BRPortuguês do Brasil