Ultima atualização 19 de março

Queda da Selic pode baratear preços de seguros

A continuidade da tendência de queda na Selic, a taxa básica de juro, pode fazer com que alguns tipos de seguros tenham seus preços barateados no longo prazo, segundo análise do superintendente de regulação da CNseg (Confederação Nacional das Seguradoras), Alexandre Leal.
De acordo com ele, a queda nos juros deve levar ao crescimento econômico, aumentando, consequentemente, a demanda por seguros, o que poderia, com o tempo, diminuir o valor do prêmio (montante pago para ter direito ao seguro) ou segurar os preços dos produtos, cuja formação de preços, além da demanda, depende de outras variáveis.
Os produtos mais sensíveis a tal movimento seriam os de vida e previdência.
No último dia 7 de março, o Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu reduzir a Selic em 0,75 ponto percentual, o que resultou em uma taxa de 9,75% ao ano. Com esse resultado, os juros cobrados nas operações de crédito ao consumidor ficam, em média, em 108,98% ao ano ou 6,34% mensais.
Para alguns especialistas do setor, a queda da Selic poderia fazer os preços dos seguros encarecerem, por impactarem diretamente na lucratividade das seguradoras, ou seja, no ganho financeiro que as empresas têm com as provisões.
Porém, para Leal, a redução na taxa de juros traz mais ganhos do que perdas, sendo que este impacto na lucratividade não deve ser repassado para o prêmio do seguro. “Existem outras variáveis, como perfil do segurado e sinistralidade, que pesam mais”.

Revista Apólice tudo sobre seguros no Brasil

Info Money

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice