Ultima atualização 21 de junho

FenaPrevi: Busca por seguros de pessoas continua em alta em abril

A proteção pessoal, da família e do patrimônio ganha destaque no planejamento financeiro do brasileiro nesse momento de retração econômica

O cenário desafiador diante dos efeitos da pandemia, o avanço do desemprego e a necessidade de acelerar o programa de imunização da população tem despertado no brasileiro a conscientização sobre a necessidade de buscar proteção para si e para a família. Somente em abril de 2021, os contratos de planos de seguro de pessoas cresceram 24,3%, chegando a cerca de R$ 4,1 bilhões e superando o alcançado no mesmo mês de 2020, de acordo com dados divulgados pela FenaPrevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida)

Já o impacto da pandemia da Covid-19 resultou em um volume pago de sinistros 116% maior em relação a abril do ano passado, totalizando R$ 1,8 bilhão em indenizações no mês. “É mais uma demonstração inequívoca de que a pandemia potencializou a busca por maior proteção. Retrato de uma nova percepção da sociedade sobre a importância do seguro de pessoas e o setor tem oferecido uma resposta à altura para atender as demandas dos consumidores”, diz Carlos de Paula, diretor executivo da Federação.

Vida puxou o crescimento

O volume mensal de crescimento dos prêmios é puxado pelo seguro de vida, nas modalidades Individual e Coletiva, que registraram R$ 1,8 bilhão em negócios, uma alta de 23,5%. Os produtos de vida, em geral, cobrem indenizações por morte, invalidez permanente ou temporária e assistência funeral.

Na sequência, vem o seguro prestamista com quase R$ 1,3 bi em contratações em abril, aumento de 35% em relação ao mesmo mês do ano passado. Este seguro é um dos mais procurados por cobrir riscos de inadimplência. “As seguradoras vêm amparando os clientes num momento agudo, o que não só ameniza as dificuldades mais prementes, mas também tem contribuído para a manutenção da sustentabilidade da economia como um todo”, observa De Paula.

Telegram para post

Coberturas como as de Acidentes Pessoais, Doenças Graves/ Terminais e o Auxílio Funeral somaram R$ 534 milhões, R$ 112 mi e R$ 83 mi, respectivamente. Elas tiveram em abril um crescimento de 12,7%, 28,9% e 31,5% frente ao mesmo mês do exercício anterior.

O seguro educacional também teve maior procura pelas famílias e alcançou R$ 4 mi em prêmios, com 27,7% de alta em abril na comparação com o mesmo mês de 2020.

Já o seguro viagem, que vinha em um movimento de queda até março deste ano, registrou em abril alta discreta de 12,5%, chegando aos R$ 16 milhões em prêmios. Essa modalidade tem sido fortemente impactada pela interrupção do turismo, também em função da pandemia.

Quadrimestre

Analisando os valores e percentuais acumulados, de janeiro a abril de 2021, houve R$ 15,8 bilhões em contratações de seguro de pessoas, aumento de 11,5% em relação ao mesmo período de 2020. 

Em sinistros foram registrados R$ 5,7 bi, número R$ 67% maior que o identificado nos quatro primeiros meses do ano passado (início da pandemia no País). “Esperamos por um período mais virtuoso, em que se combinem um aquecimento gradual da economia com a imunização de parcelas importantes da população e a crescente consolidação de uma cultura de proteção, trazida pelos seguros”, finaliza De Paula.

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.