Ultima atualização 02 de outubro

Porteiro Amigo do Idoso certifica mais 120 alunos do RJ

Ação desenvolvida pelo Grupo Bradesco Seguros já capacitou cerca de 1450 profissionais em quatro Estados

O programa Porteiro Amigo do Idoso, do Grupo Bradesco Seguros, entregou ontem (2) 120 certificados aos alunos formados no curso, no Rio de Janeiro. Os porteiros que fizeram a capacitação trabalham nos bairros de Botafogo e Flamengo e concluíram as aulas entre julho e setembro deste ano. Desde a sua criação, em 2010, o programa já capacitou cerca de 1450 porteiros no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Minas Gerais e no Espírito Santo. A cerimônia aconteceu no Auditório do Senac Botafogo, em Botafogo.

A data (Dia Internacional do Idoso) foi escolhida para homenagear os principais beneficiários da iniciativa, como Dona Lenita, que aos 90 anos prestigiou a diplomação de Mauricio Souza Guimarães, 67 anos, porteiro do condomínio em que é síndica. “Ele já tratava os idosos muito bem. Esperamos que melhore ainda mais”, comentou ela, na ocasião.

O programa

O programa Porteiro Amigo do Idoso surgiu a partir de uma pesquisa que identificou que o porteiro é o “melhor amigo do idoso”. Sua proposta é capacitar os profissionais que lidam diariamente com moradores longevos a oferecer soluções e cuidados adequados às suas necessidades.

A metodologia foi desenvolvida pelo Senac RJ sob a orientação do médico e pesquisador em saúde pública, Alexandre Kalache, que também é idealizador do conceito Cidade Amiga do Idoso, conselheiro sênior sobre Envelhecimento Global da Academia de Medicina de Nova York (The New York Academy of Medicine) e consultor do Grupo Bradesco Seguros para questões relacionadas à longevidade.

O curso é composto por 12 horas, divididas em três dias, que incluem aulas teóricas e uma vivência, na qual são utilizados óculos para dificultar a visão, pesos nos pés e aparelho auricular, entre outros artifícios, de forma que os porteiros sintam as limitações que a idade pode trazer e reflitam sobre as dificuldades enfrentadas pelos mais velhos.

Profissional de portaria que atua nas dependências do Grupo Bradesco Seguros, no Rio de Janeiro, Ana Cristina Freire, de 41 anos, confirma a tendência de crescimento das mulheres na profissão, apontada na atual etapa do programa. Para ela, o curso despertou seu olhar para situações que antes passavam despercebidas. “Nas aulas debatemos muitas coisas e vemos que o idoso precisa de auxílio e, às vezes, nem notamos. Passei a prestar mais atenção nas dificuldades de locomoção de um idoso, afinal, ele não está naquela situação porque quer”.

A expectativa do programa é formar, no total, aproximadamente 1700 porteiros até janeiro de 2016, uma vez que a iniciativa foi estendida a outros bairros no Rio de Janeiro (Botafogo, Flamengo e Tijuca, além de Copacabana), outras cidades paulistas (Campinas, Santo André e Ribeirão Preto) e outros Estados (Minas Gerais e Espírito Santo).

“Essa iniciativa faz parte do compromisso do Grupo Bradesco Seguros com a realização de ações que incentivem a conquista da longevidade com qualidade de vida, saúde e bem-estar”, declara Eugênio Velasques, diretor do Grupo.

L.S.
Revista Apólice

 

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice