Ultima atualização 17 de fevereiro

Marsh lança cobertura com foco em segurança marítima

O rápido desenvolvimento do mercado de segurança marítima levou ao aumento dos requisitos que as empresas do setor têm sobre seus seguros. Para atender às necessidades de todos os participantes do mercado, a Marsh lançou uma nova modalidade de seguro que oferece uma cobertura abrangente para a indústria das Private Maritime Security Companies (PMSC?s) ou Companhias Privadas de Segurança Marítima.
Desenvolvido para suportar as exigências da Security Association for the Maritime Industry (SAMI), a nova modalidade de seguro atende às recomendações estipuladas pela International Maritime Organization (IMO) e está disponível exclusivamente aos membros da SAMI.
O pacote básico da Marsh proporciona uma cobertura em cinco áreas de seguro: responsabilidade de operações; responsabilidade de erros e omissões; responsabilidade do empregador marítimo; responsabilidade do empregador em geral e acidentes pessoais. Além disso, oferece também cobertura adicional como sequestro e resgate, casco e maquinário e limites ampliados de responsabilidade, dependendo do apetite de risco de cada organização.
“A indústria de seguros não conseguiu acompanhar o rápido desenvolvimento do setor de segurança marítima. Muitas apólices foram ’emprestadas’ de outras indústrias e fundidas para proporcionar uma cobertura sem se pensar muito nas necessidades específicas das PMSC’s”, avalia Nick Roscoe, diretor Global da Prática de Transportes da Marsh.
Segundo ele, a nova facility da Marsh leva em conta os requisitos comuns de seguro de todas as PMSC’s em seu produto principal, ao mesmo tempo em que coopera com as ambições de crescimento de cada organização em seus serviços adicionais. “Ao acessar a facility da Marsh, as PMSC’s podem garantir uma provisão de seguro que tranquiliza seus clientes e suporta o desenvolvimento da indústria como uma força competitiva na área de segurança marítima global”, completa.
já para Peter Cook, diretor e fundador da SAMI, a indústria de segurança marítima privada desempenhará um papel cada vez mais importante para garantir a segurança nos mares, preenchendo o espaço deixado pela redução prevista em várias frotas navais nacionais. “Assim, a elaboração e adoção dos mais altos padrões profissionais em todo o setor é fundamental”, afirma.

J.N.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice