Ultima atualização 10 de fevereiro

Brasil lidera mercado latino americano no seguro garantia

O Clube dos Corretores de Seguros do Rio Janeiro promoveu, ontem (09), almoço com palestra do diretor técnico da JMalucelli Seguradora, Gustavo Henrich, sobre o tema “Perspectivas do Mercado de Seguro Garantia para o Brasil”. Segundo o presidente do Clube, Amilcar Vianna, esse encontro teve como objetivo apresentar para os corretores associados e convidados o potencial dessa carteira e incentivá-los a operar no ramo. “É uma carteira que apresenta ótimas oportunidades para o corretor”, comentou Vianna.
Segundo Gustavo Henrich, o Brasil já lidera o mercado latino americano no seguro garantia, com 23% da receita regional, contra 21% do México, segundo colocado. “Ocorre que, no Brasil, o seguro garantia é comercializado há apenas 15 anos, enquanto no mercado mexicano é um produto vendido há mais de 100 anos”, comentou.
O executivo da J. Malucelli acrescentou que há ainda muito espaço para o crescimento da carteira. Prova disso é que a participação do ramo garantia na receita global do mercado de seguros no Brasil é de apenas 0,7%, enquanto na Argentina chega a 1,8% e, no México, está acima de 2%.
Ele assinalou ainda que, com os fortes investimentos realizados ou previstos na infraestrutura do país, no pré-sal, trem-bala e nos preparativos para a Copa do Mundo e Olimpíadas, além de programas do Governo tais como o Minha Casa, Minha Vida, é certo que o seguro garantia vai manter um ritmo de crescimento acelerado nos próximos anos. “Entre 2005 e 2010, essa carteira cresceu, em média, 40% a cada ano. Em 2011, houve uma desaceleração, pois muitos projetos foram adiados para este ano. Estamos certos de que a partir de agora esse crescimento será retomado”, observou Henrich.
O número de seguradoras que operam nesse segmento subiu de cinco para 28 players nos últimos cinco anos. Esse aumento da concorrência favorece o consumidor, pois deverá ser refletir no preço do produto. “Mesmo assim, o produto ainda é um tanto desconhecido no Brasil. Falta difundir a cultura do seguro no País”, frisou o palestrante.

G.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice