Ultima atualização 09 de maio

Porto apresenta lucro líquido de R$ 175,1 milhões no 1º trimestre

As receitas da companhia registraram aumento de 21,4% em relação ao ano anterior, alcançando a marca de R$ 5,9 bilhões

A partir deste trimestre, além de trazer a nova marca da holding, a Porto também passa a apresentar marcas distintas para cada uma de suas principais verticais de negócio, focadas em diferentes segmentos de mercado: Porto Seguros, Porto Saúde e Porto Seguro Bank.

A empresa encerrou o primeiro trimestre de 2022 com um lucro líquido de R$ 175,1 milhões e uma receita total de R$ 5,9 bilhões. A Porto Seguros apresentou crescimento de 16%. Já a Porto Saúde e a Porto Seguro Bank atingiram crescimentos superiores a 35%, resultando em 21,4% de aumento da receita total em relação ao mesmo período no ano passado. “Somos mais do que uma seguradora, e isso fica cada vez mais evidente com os resultados apresentados e com a nossa estratégia de ser um verdadeiro ecossistema de negócios no mercado. Trabalhamos para reforçar nossa posição de companhia que utiliza a tecnologia para oferecer experiências únicas e inovadoras para os clientes, com amplas opções de soluções e proteção para todos os momentos na vida das pessoas”, explica Roberto Santos, CEO da Porto e diretor da área de Relação com Investidores da organização.

Na Porto Seguros, as receitas atingiram R$ 3,9 bilhões no período, por meio do crescimento acima de 15% nos principais produtos: Auto, Patrimonial e Vida. A companhia busca ser a seguradora mais presente na vida das pessoas, com a oferta de experiências encantadoras, soluções inovadoras e profundo processo de analytics. Uma das iniciativas para alcançar este objetivo foi o lançamento de campanhas de marketing de massa em programas como o Big Brother Brasil e o Encontro com Fátima Bernardes, veiculados na Rede Globo, para anunciar o novo Azul Seguro Auto por Assinatura, que busca democratizar ainda mais o acesso ao seguro automotivo. Outra iniciativa foi o lançamento da nova marca da Azul, com identidade visual mais moderna e leve. Também foi lançado ao mercado o novo seguro para Celular da empresa, digital e com forte potencial de penetração e crescimento, além do seguro Vida Presente, com prêmios nivelados, que habilita a Porto para atuar em um segmento mais sofisticado e demandante de soluções especializadas.

Na Porto Saúde, as receitas cresceram 37,4% (vs. 1T21), impulsionadas pelo Seguro Empresarial, que ampliou seus prêmios em 43,2% no trimestre e adicionou 95 mil vidas nos últimos 12 meses, alcançando cerca de 370 mil vidas seguradas. A empresa oferece um amplo portfólio de soluções em planos de saúde, odontológicos e de saúde ocupacional acessíveis, somando ainda um ecossistema de benefícios para as pessoas e para os negócios.

Na Porto Seguro Bank, a expansão das receitas em 36,7% foi decorrente, principalmente, do forte crescimento das receitas de Cartão de Crédito e Financiamento, com destaque para a elevação de 16% (vs. 1T21) no número de contas ativas de cartão, além do aumento expressivo de Fianças Locatícias, Consórcios e do portal imobiliário Olho Mágico, que já conta com mais de 50 mil anúncios ativos. A vertical nasce com 3,5 milhões de negócios, com a proposta de oferecer soluções ágeis, inovadoras e focada não apenas em tech, mas na satisfação de seus clientes. Para isso, lançou a conta digital e estruturou as soluções financeiras em serviços de pagamentos, produtos de crédito e investimentos. Para dar impulso a essa iniciativa, a companhia será a patrocinadora oficial do Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1 pelos próximos três anos. Em relação à carteira de crédito, ela segue crescendo consistentemente, porém com cautela, dado o cenário macroeconômico mais adverso, nível de incerteza do mercado e deterioração da capacidade de pagamento das famílias.

No segmento de Serviços, as receitas cresceram 35,6% (vs. 1T21), decorrente da evolução dos negócios do Carro Fácil, que atingiu 10,8 mil contratos ativos, e do crescimento dos serviços de assistência Porto Faz e Reppara!, que juntos aumentaram a receita em 48,9% no trimestre (vs. 1T21).

No consolidado de todos os negócios de seguros, a companhia encerrou o trimestre com um Índice Combinado de 99,2%, um aumento de 5,6 p.p. em comparação ao mesmo período do ano anterior, explicado principalmente pela elevação na sinistralidade do seguro Auto, impactada pela inflação de veículos e peças e pelo aumento da mobilidade, já equacionado em modelos de subscrição e precificação. O índice consolidado de D.A.+D.O. de seguros melhorou 2,1 p.p., atingindo 14,5%, melhor resultado trimestral histórico, decorrente de investimentos contínuos em tecnologia e aperfeiçoamento dos processos para aumentar a eficiência operacional.

O resultado financeiro da empresa atingiu R$ 150 milhões no trimestre, o que representa uma rentabilidade das aplicações financeiras (ex-previdência) equivalente a 83% do CDI. O número foi impactado principalmente pelo desempenho dos títulos indexados à inflação e da alocação em câmbio (USD), embora as alocações em renda variável tenham contribuído positivamente, e favorecido a rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido médio, atingindo 7,5% no trimestre.

A empresa segue avançando também em iniciativas para promover o crescimento sustentável e, a partir de agora, possui uma plataforma de ASG onde estarão concentradas todas as ações de sustentabilidade e responsabilidade social. “No período, ultrapassamos a marca de 100 mil acionistas na bolsa de valores, um marco que motiva toda a companhia a seguir firme no propósito de oferecer experiências transformadoras e ser cada vez mais um Porto Seguro para as pessoas e seus sonhos”, avalia Santos.

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.