Ultima atualização 15 de março

ENS liga talentos ao mercado de seguros

Instituição completa 50 anos e tem projetos de cultura do seguro em andamento, como o Guru do Seguro, uma enciclopédia em constante atualização por IA e machine learning

EXCLUSIVO – Aos 50 anos de atuação no mercado de seguros, a ENS – Escola de Negócios e Seguros ainda quer surpreender positivamente o mercado de seguros. A missão institucional da entidade é levar conhecimento para seguradoras, corretores de seguros e para a sociedade.

“No ano de 2021, cerca de 29 mil alunos passaram pelos cursos da escola, ao longo de todo o território nacional, alcançando cerca de 2609 municípios no Brasil. Isso mostra a capacidade de entrega de todo o corpo da Escola de Negócios e Seguros”, afirmou Tarcisio Godoy, diretor executivo da entidade.

O conceito de “mercado centrismo” coloca a escola como um agente para atender o mercado como um todo. “Há produtos para seguradoras, para corretores, mas também para toda a sociedade, com o objetivo de atendê-las como um todo”, reforçou Godoy, acrescentando que ela busca soluções de acordo com as necessidades e demandas do mercado.

O executivo destacou alguns projetos da Escola, como o PIP (Programa de Identificação de Profissionais), que mostra a ENS como um elo entre o que busca os seguradores e o mercado, para oferecer profissionais qualificados. “A ideia é que a escola junte o que o aluno deseja (empregabilidade) e o que o mercado necessita. A adesão ao programa de ENS proporciona agilidade e custos reduzidos para contratação de profissionais bem capacitados”, completa Godoy.

Godoy destacou também o Guru de Seguro, um projeto de acesso a informações de seguros via Alexa, da Amazon, com objetivo de criar uma enciclopédia de seguros e facilitar o acesso às informações . A tecnologia é da Sistran e a curadoria é da ENS. Caso a Alexa não tenha a resposta em seu banco de dados, ela é enviada em até 48 horas. 

Lucas Vergilio, deputado Federal e presidente da ENS, comentou os acordos da Escola e a sua capacidade de trazer convênios diferenciados para promover a cultura do setor, como os cursos em parceria com a Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) para promoção de direção defensiva, com redução de risco e conhecimento sobre o seguro automóvel. “Vamos inserir também a questão do que é legal e regulamentado para o consumidor. Temos que atingir aqueles que estão fora do mercado para despertar o interesse pelo conhecimento e consumo de seguros”, disse o deputado.

A ENS busca novas soluções acadêmicas para atrair estudantes de diversos locais. Um exemplo foi uma série de videoconferências gratuitas para apresentar o mercado de insurtechs israelenses aos brasileiros, como maneira de incrementar o conhecimento sobre tecnologia.

De qualquer forma, os diretores da Escola ressaltaram que a concorrência é sempre muito bem-vinda. “O principal diferencial da Escola hoje é a confiança do setor, o quadro de professores e os alunos que já passaram por aqui, além dos índices que ratificam a qualidade do ensino, como os cursos que possuem nota máxima no MEC”, pontuou Vergilio.

A diretor de ensino da Escola, Maria Helena Monteiro ressaltou a importância de ter os melhores profissionais transmitindo seu conhecimento aos alunos, e citou seu próprio exemplo: “Estou aqui há 10 anos devolvendo ao mercado tudo o que aprendi em minha carreira como executiva. É importante termos uma entidade que promova discussões relevantes para o setor, como o etarismo. A diversidade deve ser sempre estimulada”.

Kelly Lubiato
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
Best Wordpress Adblock Detecting Plugin | CHP Adblock