Ultima atualização 08 de novembro

Essor Seguros lança apólices para proteger obras de arte

Assim como fez em outros nichos especializados de seguros, a seguradora contratou profissionais da área e busca corretores especializados

“Nossa estratégia é clara e permanece a mesma: Só entramos em nichos nos quais podemos construir produtos e serviços com especialistas e assim levar aos clientes o que eles realmente esperam de uma seguradora: proteção. O seguro especializado é particularmente valioso em todos os ramos, mas em arte, é imprescindível”, afirma Fabio Pinho, CEO da Essor Seguros.

Assim como fez em outros nichos especializados de seguros, a seguradora contratou profissionais apaixonados pelos ramos e busca corretores especializados. Um deles é a museóloga Ana Maria Soares Guerra Notari, pós-graduada em obras de artes na Itália, com carreira em museus, experiência em logística de exposições, coleções e há 15 anos atuando em seguros voltados a arte, com vasta rede de contatos. Estudou na Association for Research into Crimes against Art para aprofundar o conhecimento através de profissionais renomados de conservação, segurança, patrimônio e até da Scotland Yard.

A subscritora atuará com a KNW Brokers, corretora de resseguros liderada por Márcio Ribeiro, fundador e CEO, que atua desde 1996 no segmento de artes. Além do conhecimento técnico, a equipe da KNW Brokers construirá pontes entre a seguradora, os corretores de seguros e os profissionais que atuam neste mercado, museus, empresas organizadoras de exposições, colecionadores e empresas de transportes.

“Me sinto realizado com esta parceria com a Essor, que tem claro em sua estratégia a importância de criar um seguro sem retoques, colaborando com a viabilidade de projetos culturais e, assim, estimulando que a arte chegue a todos em seus diversos meios, desde uma exposição complexa como foi a dos Guerreiros de Xi´Na, em 2003, com peças antigas de até 7 mil anos de existência, até um tour virtual como temos visto em tempos de pandemia”, comenta Márcio.

Segundo Ana, “ter gente qualificada para compreender, faz toda a diferença quando o assunto é obra de arte. Cada detalhe do transporte das peças, por exemplo, tem que ser supervisionado e existem transportadoras especializadas no Brasil. Algumas obras não podem ser abertas, em razão da temperatura que precisa ser mantida para não haver danos na tela”.

A apólice desenhada e oferecida ao mercado pela companhia é no formato “All Risks”, com cobertura para todos os riscos aos quais a obra está exposta: roubo, queda, deterioração (por chuva, luz, umidade), danos causados durante o transporte, entre outros. Em caso de o cliente enviar sua obra para alguma exposição, há a opção da cobertura “prego a prego”, que envolve todas as etapas do transporte da arte até o retorno ao local de origem. Nas exclusões, basicamente o padrão: risco nuclear, asbesto e ato de autoridade pública. “O resto está tudo coberto”, garantem os executivos. O seguro da Essor cobre o valor declarado da obra. Sem pegadinhas sobre desvalorização da peça ou do artista. Em caso de sinistro total, se paga o valor acordado.

Em 25 de março, um incêndio de grandes proporções, em Taboão da Serra, no galpão do grupo Alke, empresa especializada em logística, que guardava peças da Galeria Nara Roesler, um dos principais espaços de arte contemporânea do Brasil, assustou as seguradoras que atuam no segmento e boa parte delas reduziu os valores disponíveis para cobertura. O fogo destruiu obras de arte das galerias Nara Roesler, Vik Muniz e a Simões de Assis, que usavam o espaço para armazenar as peças.

A Essor vai estrear no mercado brasileiro com capacidade de até USD 50 milhões por apólice já aprovado em contratos de resseguro. Acima deste valor, o corretor negociará o risco de forma facultativa. “Mesmo sendo negociado caso a caso, apostamos na rapidez por já termos cláusulas claras e dentro dos parâmetros exigidos pelos profissionais que atuam com obras de arte”, garante a subscritora. Dando suporte às operações da companhia no Brasil, a expertise da matriz francesa, uma das mais reconhecidas neste segmento mundialmente.

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
100% Free SEO Tools - Tool Kits PRO