Ultima atualização 19 de junho

Zurich é a seguradora oficial da 23ª Parada do Orgulho LGBT de SP

Evento deve reunir mais de 3 milhões de pessoas e terá a cobertura de Responsabilidade Civil Geral fornecida pela seguradora

A Zurich será a seguradora oficial da 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, considerada a maior do mundo. O evento, que acontece no próximo domingo na avenida Paulista, com expectativa de atrair mais de 3 milhões de pessoas, terá cobertura de Responsabilidade Civil Geral.

“Para nós, é gratificante ser a seguradora da maior Parada do Orgulho LGBT do mundo. A parceria reforça o nosso comprometimento com a diversidade, respeito aos Direitos Humanos e a promoção de uma sociedade cada vez mais inclusiva”, comenta Edson Franco, CEO da companhia no Brasil.

Leia mais: Seguradoras buscam deixar o ambiente mais diverso

As práticas da seguradora para os assuntos de diversidade crescem ano após ano. “Hoje, temos dez compromissos públicos assinados em prol dessa temática, em linha com o Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, e as certificações EDGE (Economic Dividend for Gender Equality) e Stonewall Top Global Employers 2018. Buscamos promover um ambiente de trabalho mais igualitário e sem preconceitos”, acrescenta John Liu, diretor executivo de Investimentos da empresa e sponsor do Pride, grupo criado para desenvolver discussões sobre temas como respeito, aceitação e inclusão dentro do universo LGBTI+.

A seguradora também participou, como empresa amiga, de Paradas do Orgulho LGBT em outros países, como nas cidades de Zurique, Chicago, Milão, Londres e Tóquio, entre outras.

19 trios e atrações diversas

A organização da Parada de São Paulo espera um público de mais de 3 milhões de pessoas para a 23ª edição do evento. Serão 19 trios elétricos, um a mais que o ano passado, com atrações como a ex-Spice Girl Mel C, Iza, Luisa Sonza, Gloria Groove, Aretuza Love, Lexa, Mc Pocahontas e outros. O tema deste ano são os “50 anos de Stonewall”, um conflito entre a polícia e o movimento LGBTI+ que aconteceu em 1969, no bar Stonewall Inn, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, tornando-se um marco para o ativismo pelos direitos da comunidade.

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice