Ultima atualização 20 de abril

Sompo Seguros apresenta perspectivas para região sul-mineira

Companhia aponta oportunidades de negócios em seguro de vida, empresarial e implementos agrícolas

Sudeste – A Sompo Seguros S.A. participou​ no dia 5 de abril, da 11ª edição do Fórum de Debates dos Corretores de Seguros de Minas Gerais – Região Sul de Minas. O encontro, que acontece​u​ na cidade de Poços de Caldas, re​u​n​iu​ lideranças e agentes do setor numa série de palestras e debates sobre algumas das questões da atualidade e seu impacto no segmento, tais como a reforma trabalhista e o benefício do uso da tecnologia para as atividades dos corretores de seguros.

Na ocasião, a equipe da empresa aproveitou​ para apresentar as oportunidades de negócios aos corretores de seguros, sobretudo para os profissionais da região sul-mineira. “Essa é uma região com forte atuação no segmento do agronegócio e com potencial de crescimento em ramos como os de Seguro de Vida PME (Pequenas e Médias Empresas), Seguros Empresariais, além dos seguros de Benfeitorias e Penhor Rural, que são aqueles utilizados para dar coberturas às máquinas e implementos agrícolas”, destaca Marcelo Araújo Braz, diretor Regional de Minas Gerais e Centro Oeste da Sompo Seguros.

Potencial

Só para se ter uma ideia do potencial de negócios, em todo o mercado mineiro, o Seguro Penhor Rural – específico para quando o equipamento é financiado pelo banco – cresceu 6,48% em relação ao ano anterior, chegando a mais de R$ 110 milhões em Prêmios Diretos em 2017 frente aos R$ 103 milhões registrados em 2016. Já o Seguro Benfeitorias Agrícolas – contratado quando o equipamento é de propriedade do segurado, bateu a margem dos R$ 21 milhões no ano passado, resultado 36,26% superior aos R$ 15,9 milhões de 2016.

Na companhia, os resultados foram ao encontro da movimentação do mercado. Apenas no produto de Penhor Rural, a empresa registrou R$ 6,2 milhões em Minas Gerais, o que representa um aumento de quase 40% em Prêmios Diretos em relação aos R$ 4,5 milhões em 2016. Já no Seguro Benfeitorias Agrícolas, a companhia alcançou R$ 6,1 milhões em 2017, o que significa um aumento de 36% em relação aos R$ 4,4 milhões de 2016.

As expectativas para este ano são boas, já que o PIB mineiro em 2017 teve um aumento de 0,6%, e atingiu a marca R$ 573,7 bilhões, segundo dados da Fundação João Pinheiro (FJP). “Nos anos anteriores, trabalhamos para apresentar soluções que dessem suporte para que os segurados pudessem atravessar o momento de retração. Agora, com as expectativas de crescimento e uma percepção mais positiva do mercado, nossa perspectiva é de que o crescimento na produtividade e no consumo sejam balizadores de uma movimentação ainda mais expressiva no setor de seguros em Minas Gerais”, acrescenta Braz.

Vocação para o Agronegócio

No sul de Minas Gerais, o agronegócio tem uma relevância significativa. A região é responsável por cerca de 30% do café produzido no País. Segundo dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a produção de café para a região do Sul de Minas está estimada no intervalo entre em 15,6 e 16,4 milhões de sacas, o que representa um incremento de 13,7 a 19,7%, quando comparada à safra 2017, de 13,7 milhões de sacas. Isso deve movimentar a cadeia produtiva, como o comércio de insumos, serviços de transportes, empregabilidade; o que faz também aumentar a contratação de seguros.

Outro ponto relevante é que, de acordo com dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA Brasil), Minas Gerais pode atingir um Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de até R$ 54,45 bilhões em 2018, e o café é um dos grandes incentivadores da previsão positiva.

M.S.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice