Ultima atualização 24 de março

Seguro viagem evita dor de cabeça e prejuízo financeiro

Imprevistos sempre podem acontecer e é preciso estar precavido. Especialista esclarece as dúvidas mais comuns sobre o produto

viagem

Quando se programa uma viagem, seja nas férias ou durante um feriado prolongado, a expectativa é se divertir e aproveitar ao máximo todos os momentos. Passagem, hospedagem, translado e despesas com alimentação devem estar planejados e na ponta do lápis. Na hora de viajar, é imprescindível uma boa organização.

É importante ter em mente que imprevistos sempre podem acontecer e é preciso estar precavido. “Quando essas situações inesperadas surgem, muitas pessoas acabam até mesmo voltando antes do previsto ou tendo problemas durante todo o período”, diz a especialista em seguros para pessoas da Sorella Consultoria e Corretora de Seguros, Dalva Beduschi. Para garantir tranquilidade, os viajantes vêm aderindo cada vez mais ao seguro viagem.

Como funciona o seguro viagem

O seguro viagem é uma garantia para amparo em eventuais transtornos e situações inesperadas, que podem acontecer com as pessoas durante uma viagem. Além das obrigações já conhecidas, como oferecer proteção em casos de morte acidental e invalidez, o serviço também traz outras garantias, tanto para quem viaja sozinho, com a família, grupo de amigos ou a trabalho.

Benefícios e diferenciais

Dalva explica que é possível, através do seguro, ter proteção em diversos casos e situações inesperadas. “Podemos citar morte e invalidez, assistência médica internacional, auxílio medicamento, translado médico e/ou de corpo, retorno do segurado em caso de sinistro na sua residência, reembolso para extravio de bagagens, pagamento do deslocamento e permanência de um acompanhante em caso de internação do segurado, remarcação de passagem para regresso do segurado e acompanhante”, afirma a executiva.

Contratação

A contratação do produto é individual, mas quando a pessoa viaja com família ou amigos é possível fazer um pacote para facilitar o pagamento, que fica unificado.

Destinos onde o seguro viagem é obrigatório

Pode se contratar um seguro para uma viagem a partir de 50 quilômetros da residência. O seguro é obrigatório para quem vai para os países que fazem parte do Tratado de Schengen, que inclui a União Europeia, Islândia, Noruega e Suíça, que permite livre circulação entre países membros, mas obriga a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros. Além disso, fora do Tratado de Schengen, há outros países que exigem, como Cuba e Venezuela, por exemplo.

Quando contratar

Segundo Dalva, o serviço pode ser contrato até três dias antes da partida. E não é interessante muita antecedência, pela possibilidade de variação do dólar.

Valores

Os preços variam de acordo com o destino, valor a ser contratado e a quantidade de dias. A idade pode influenciar apenas quando o passageiro tem mais de 70 anos.

Acionando o seguro

A especialista declara que, quando o seguro viagem é acionado, o problema costuma ser resolvido em poucas horas, no mesmo dia. “É similar à assistência 24 horas de outros tipos de seguro. E além do acionamento do seguro viagem, é possível pedir reembolso. No caso de despesas médicas no exterior, por exemplo, o segurado pode pagar as despesas, guardar as notas fiscais e solicitar reembolso depois”, conclui.

L.S.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
100% Free SEO Tools - Tool Kits PRO