Ultima atualização 07 de outubro

Seguro de RC traz novas oportunidades para os corretores

Produto evolui em função da sociedade, que começa a buscar seus direitos. Com isso, novas modalidades de RC surgem no mercado

rc

Conec 2016 – Um mercado de R$ 1,5 bilhão, que cresce aproximadamente 18% ao ano. O seguro de Responsabilidade Civil evolui em função da sociedade, que amparada pelo Código de Defesa do Consumidor e pelo judiciário começou a buscar seus direitos. Com isso, surgem novas modalidades do produto – muitos criados graças às demandas dos próprios corretores.

“O corretor é um dos principais fomentadores das novas modalidades de RC. Foi assim que surgiu o RC destinado aos salões de beleza, por exemplo”, declara Edson Toguchi, superintendente de Ramos Diversos e Linhas Financeiras da Tokio Marine. “A categoria tem agora o desafio de trazer esses produtos para as seguradoras”, completa.

Novos danos

Hoje, dois novos tipos de danos (imaterial e corporal) impactam na atividade dos corretores que operam com o seguro de RC e os estudiosos já falam na chegada de mais uma categoria: o dano estético. “Ele vai além do abalo psicológico e considera tudo aquilo que traz um impacto social permanente na vida de um indivíduo”, explica Angélica Carlini, advogada especialista em seguros.

De acordo com a executiva, o mercado também deve voltar as atenções ao RC de dano psicológico, que poderá amparar o segurado em casos de estresse pós-traumático; além da chamada “perda de uma chance”, em que o cidadão deixa de realizar atividades por conta de um dano sofrido no passado. O judiciário ainda não deliberou a forma de medir essa chance, mas está descobrindo isso, pois requerer em juízo a perda uma chance está se tonando uma prática comum.

Um ponto importante, porém, é a mudança de postura dos corretores. A grande questão aparece na implantação do produto, pois caso aconteça algum sinistro é importante que o cliente saiba como proceder e gerenciar a crise. “Vendemos o RC, apenas, mas precisamos ir além disso”, salienta Angélica.

Gerente de Linhas Financeiras da AIG Brasil, Flavio Sá acompanha as alterações no seguro de Responsabilidade Civil, principalmente a maneira com que o consumidor busca por soluções. O momento, segundo ele, exige que todos os agentes do mercado se reciclem, pois os prejuízos ocorrem não mais apenas em grandes catástrofes, mas também em eventos cotidianos. “Precisamos ficar atentos a isso”, frisa Sá.

“O mercado tem diversas seguradoras e modalidades dispostas a apresentar soluções. Temos a oportunidade de explorar e desenvolver essa carteira vendendo uma apólice de RC familiar”, complementa Marcio Guerreiro, presidente da Comissão de Responsabilidade Civil da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg).

Lívia Sousa
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.