Ultima atualização 21 de junho

O desenvolvimento do mercado de assistência no Brasil

*Por Sven Loison

Como mercado emergente, e com um desenvolvimento maior que o das economias maduras, o Brasil e seus quase 200 milhões de habitantes é hoje um dos lugares mais promissores para o mercado de assistência para os próximos anos. O país representa a metade das possibilidades de novos negócios na América Latina e o freio no aumento do PIB para 2012 não deverá afetar os negócios no País

Também é importante ressaltar que a receita atual do mercado de assistência no Brasil está em um pouco acima de um bilhão de reais, o que é número bastante relevante.  Este segmento está ligado, principalmente, à evolução de quatro indicadores básicos: a venda de automóveis, o aumento da utilização de passagens aéreas internacionais, a evolução da penetração dos produtos de seguro no mercado e o ritmo de aumento da renda média disponível das famílias brasileiras.

Os canais de venda também ajudam a disseminar o serviço. Isso porque a oferta de assistência se faz principalmente nas traves dos bancos, das seguradoras, do ramo de viagens, das montadoras e do varejo em geral, o que permite atingir um número cada vez maior de clientes.

O grande objetivo do serviço de assistência é facilitar os momentos da vida de cada cidadão que enfrenta um problema grave, seja na sua saúde (remoção inter-hospitalar, envio de médico, cobertura de gastos médicos no exterior), na sua casa (consequência de incêndio, ruptura de canos, problema de eletricidade), o uso de seu computador (Help Desk) e até para facilitar os bons momentos da vida, organizando reservas de restaurante, viagens, lazer, entre outras atividades.

No passado a assistência era principalmente ligada aos inconvenientes da vida do dia-a-dia, porém, hoje trata também de aspectos positivos (Assistência Concierge). Assim, cada vez mais a oferta dos produtos, que era embutida em produtos e serviços de clientes B2B das companhias de assistência, se apresenta hoje em um jeito facultativo sobre as grandes carteiras de bancos, varejo e seguradoras.

*Sven Loison é diretor geral da Inter Partner Assistance Brasil

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice