Ultima atualização 15 de março

Preços de seguros aumentam 3% no quarto tri de 2011, aponta estudo

Os preços dos seguros comerciais aumentaram cerca de 3% durante o quarto trimestre de 2011. É o quarto trimestre consecutivo em que os preços para todas as linhas comerciais aumentaram. Adicionalmente, o incremento nos preços está começando a compensar o nível de inflação dos custos dos sinistros relatados, de acordo com a mais recente pesquisa CLIPS (sigla para Commercial Lines Insurance Pricing Survey), divulgada pela Towers Watson, empresa especializada em gerenciamento de pessoas, finanças e riscos.
A pesquisa revela que, mais uma vez, os preços para compensação dos trabalhadores e propriedades comerciais apresentaram os maiores aumentos trimestrais, seguidos de perto pelos produtos gerais e de responsabilidade. Durante o quarto trimestre de 2011, os preços de compensação para trabalhadores continuaram a exibir a tendência de aumento observada no início do ano, após os preços manterem-se nivelados durante todo o ano de 2010. Os preços para propriedades comerciais aumentaram pelo terceiro trimestre consecutivo.
“Embora modestos, os aumentos globais nos preços continuaram e, mais importante, estes aumentos aceleraram em cada trimestre de 2011”, disse Thomas Hettinger, líder da prática de vendas de Property & Casualty para as Américas da Towers Watson. “Estamos agora num ponto em que podemos chamar de ‘a virada de preços’ no mercado”, completou.
O levantamento ainda mostra que as linhas de especialidade como um todo estavam relativamente niveladas, como D&O, e os preços finalmente mostraram sinais de estabilização. A linha de D&O era o último reduto remanescente no que diz respeito à condição de mercado “soft”, com reduções de preços significativas em cada um dos últimos sete trimestres.
Os aumentos de preços foram observados em contas de todos os tamanhos para linhas comerciais, com os maiores aumentos observados em contas do mercado médio.
Informações sobre o histórico do custo de perdas relatados por carregadores participantes apontam para uma deterioração de 3% nos índices de perdas em acidentes ocorridos em 2011 em relação a 2010. O número é mais favorável do que o nível estimado de 5% em 2010 (em relação a 2009), uma vez que o incremento nos preços estão começando a compensar o custo da inflação dos sinistros relatados.
“Vimos sinais de seguradoras reagindo a deterioração dos índices de perda aumentando os preços e ainda estamos analisando e quão forte precisará ser a disciplina de preços para superar as tendências de perdas”, acrescentou Hettinger.

Revista Apólice setores de seguros no Brasil tudo sobre seguros

Jamille Niero
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice