Ultima atualização 13 de março

Chega de Acidentes instala totem em Vila Velha (ES)

Após Goiânia, Manaus, Curitiba, Recife, Porto Alegre e Florianópolis, chegou a vez da capital do Espírito Santo, Vila Velha, receber o totem do movimento Chega de Acidentes. A inauguração será nesta sexta-feira, 16 de março, às 9 horas, na avenida Dr. Olívio Lira, 353, em frente ao Shopping Praia da Costa. A ação chega ao Espírito Santo por meio de uma parceria do Cesvi Brasil com a SBOT-ES (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia ? Regional Espírito Santo).
Desde maio de 2011, o movimento tem instalado totens pelas capitais brasileiras com contadores que estimam o número de vítimas de acidentes de trânsito. Nos totens, os contadores estimam o número de vítimas fatais e internações utilizando, o período inicial de lançamento do Chega de Acidentes (18/09/09), dados de mortalidade e morbidade (feridos internados) decorrentes de acidentes de transporte terrestre, do Ministério da Saúde, para o ano de 2009.
O movimento Chega de Acidentes foi criado em 2009, pela ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), AND (Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito), ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), e CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária). A Seguradora Líder DPVAT, responsável pela administração do seguro DPVAT (que indeniza vítimas de acidentes de trânsito no país), além de apoiadora do movimento, ajudou a viabilizar a criação dos totens.
O número de vítimas e mortes no trânsito brasileiro é assustador. Hoje o País contabiliza cerca de 38 mil fatalidades/ano e 120 mil internados/ano, de acordo com o Ministério da Saúde. De acordo com o Relatório Global da OMS sobre a situação da segurança viária, primeira análise detalhada sobre 178 países que foi publicado em 2009, ferimentos causados por acidentes de trânsito permanecem um problema de saúde pública, principalmente nos países de média e baixa renda.
Segundo a OMS, o número de mortes em consequência de acidentes no trânsito chega a 1,3 milhões ao ano. E se não houver medidas dos governos, a perspectiva é que em 2020 esse número possa aumentar para 2 milhões.

Revista Apólice setores de seguros no Brasil, tudo sobre seguros

J.N.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice