Ultima atualização 05 de abril

Mapfre investe RS 100 mi e decreta fim ao segurês

A Mapfre está disposta a colocar um ponto final em termos técnicos do mercado de seguros. Sinistro, prêmio, endosso, furto qualificado, DUT, apólices, entre outras tantas expressões estão com os dias contados. Para renovar o relacionamento com o cliente, a companhia pretende investir R$ 100 milhões entre 2011 e 2016. Seu objetivo é facilitar a compreensão dos contratos e eliminar o “segurês”.
A partir de agora os segurados de automóveis podem acessar todas as informações pertinentes ao seu seguro em um website personalizado. A individualização da comunicação começa com o envio de uma mala direta postal com imagens e conteúdo únicos para cada cliente, que o leva para um endereço de Internet com seu próprio nome para acessar a comunicação completa sobre o seu seguro. No site o cliente encontrará todos os contratos de seguros que possui com a Mapfre.
A ação entra em prática após 2 anos de estudos baseados no Design Thinking, método desenvolvido nos Estados Unidos, cuja ideia básica é pensar sob a ótica do consumidor ou usuário, experimentar e propor soluções inovadoras, com a finalidade de criar produtos ou soluções corporativas mais adequadas.
Para compreender as dificuldades do cliente em relação ao “segurês” uma equipe de pesquisadores foi a campo observar como o seguro é importante para o dia a dia do segurado e constatou que apenas eliminar os termos técnicos não seria suficiente para entender o processo no qual ele estava inserido. “Foi necessário uma mudança de cultura que fortalecesse ainda mais a confiança e a transparência da companhia”, comentou o diretor de marketing, Paulo Rossi.
De acordo com o presidente da Mapfre Seguros, Antonio Cássio dos Santos, o resultado deste trabalho é uma forma inédita de comunicação entre cliente, seguradora e corretor. “Isso acentuará ainda mais a relação de compromisso e confiança por parte da companhia para com seus clientes e canais de distribuição, resultando numa mudança de cultura de todo o mercado, numa mudança de atitude”, explica.
Ainda segundo o executivo, além dos benefícios para o mercado, a ação será benéfica para toda a sociedade, já que, num primeiro momento, o projeto reduziu mais de 20 milhões de impressões, poupando o meio ambiente da emissão de 60 toneladas de CO2. “Até 2016, quando todas as carteiras estiverem inseridas nesta ação, os benefícios para a natureza serão ainda mais notáveis e os investimentos superiores a R$ 100 milhões realizados pela empresa terão cumprido seu objetivo”, complementa.
Na opinião de Paulo Rossi, o grande mérito do projeto é possibilitar que termos jurídicos, muitas vezes incompreensíveis em uma forma de comunicação, não só facilitem o entendimento das coberturas que foram ou não contratadas como também proporcionem ao cliente a compreensão de todo o funcionamento do seguro.
Essas novidades serão divulgadas ao mercado e aos consumidores em uma campanha, que estreia em maio e traz a assinatura da QG Propaganda, que produziu um filme, uma vinheta, dois anúncios e um spot de rádio. O foco da comunicação será a mudança de posicionamento da seguradora com o cliente, traduzindo o “segurês” para uma linguagem simples e de aproximação, oferecendo novas ferramentas de interação entre a Mapfre e o segurado.

Aline Bronzati
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
Best Wordpress Adblock Detecting Plugin | CHP Adblock