Ultima atualização 28 de maio

SulAmérica negocia corretora do Banif

O grupo segurador SulAmérica está em fase avançada de negociações para comprar a corretora e o home broker, a operação de corretagem online, do banco de capital português Banif no Brasil. A aquisição envolve o controle da corretora, que foi avaliada em R$ 220 milhões, pela SulAmérica. Consultada, a SulAmérica informou, por meio de sua assessoria de comunicações, que não comenta boatos. O Banif só teria um porta-voz hoje para comentar o tema.
A transação não deverá ser anunciada nesta semana. O Banif está sendo representado pelo escritório Barbosa, Müssnich e Aragão e pelo banco de investimentos Credit Suisse. Em 2009, a corretora do Banif teve R$ 43 bilhões em volume de negociação, sendo R$ 27 bilhões via home broker, que possui 27 mil clientes ativos.
Em entrevista ao Valor no final de março, o português Artur Silva Fernandes, executivo-chefe do Banif Investment Bank, confirmou o interesse em obter um sócio que traga volume ao negócio. Mas, agora, há indicações de que as negociações evoluíram para uma venda do controle e, talvez, até mesmo para 100% do capital.
Segundo Fernandes, o banco havia recebido oito propostas e uma manifestação de interesse mais definitiva. Muitas foram encaminhadas por grupos estrangeiros com planos de ingressar no país e que queriam comprar o home broker. Depois de uma pré-seleção, a lista encolheu.
Na reta final, o Valor apurou que teriam sobrado a Caixa Geral de Depósitos e a SulAmérica.
Mauro Meinberg, principal executivo do Banif Investment Bank no país, declarou também em março que o novo acionista poderia agregar volume de clientes ou uma nova gama de produtos. Ele citou explicitamente seguros como exemplo. O home broker poderia ser usado como canal para a venda de investimentos (o grupo SulAmérica tem uma gestora de recursos de terceiros) e seguros.
Segundo Artur Fernandes, se a transação vier a implicar algum pagamento ao Banif, os recursos seriam investidos no Brasil. O patrimônio do banco de capital português está em R$ 285 milhões. O Banif teve receita de intermediação financeira e de serviços de R$ 169 milhões no Brasil em 2009 e contribuiu com R$ 24 milhões para o resultado do banco em Portugal. Pelas regras contábeis brasileiras, mais rigorosas em termos de provisões, houve prejuízo de R$ 8,8 milhões no ano passado (após provisionamento de R$ 60 milhões).
No final de abril, o UBS anunciou a aquisição da corretora Link Investimentos por R$ 195 milhões (cerca de US$ 112 milhões). O serviço de corretagem para o varejo, no entanto, ficou fora do negócio.

Cristiane Perini Lucchesi e Vanessa Adachi
Valor Econômico

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
Best Wordpress Adblock Detecting Plugin | CHP Adblock