Ultima atualização 20 de fevereiro

SindsegSP lança segundo vídeo da campanha Transitando Seguro

Novo episódio traz dicas de como transitar em alagamentos de forma segura e o que fazer em caso de eventuais problemas

direcao_carro 1

O SindsegSP lança, em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária, o segundo vídeo da campanha Transitando Seguro. O novo episódio traz dicas de como transitar em alagamentos de forma segura e o que fazer em caso de eventuais problemas.

Durante o verão, chuvas torrenciais são mais frequentes e acabam em enchentes e alagamentos que causam transtornos para grande parte dos condutores, seja pela dificuldade em conduzir o veículo ou pelos possíveis danos decorrentes dos eventos. Por isso, é importante ficar atento a questões como a previsão do tempo da região por onde vai dirigir, pontos com maior incidência de alagamentos e, sempre que possível, evitar estes locais e optar por rotas alternativas.

Atenção também aos veículos com motor traseiro – exceto no mercado brasileiro –, que têm maior facilidade para essas situações, pois o motor é a última parte do veículo que entrará em contato com a água. Cada veículo conta com características diferentes e, desta forma, não necessariamente todos os motoristas conseguirão transpor o alagamento.

Molhar o carro ou deixar o motor morrer em uma enchente, no entanto, não são os únicos problemas e nem os piores. É fundamental que o motorista evite que a água entre no motor pelo escapamento, o que pode causar o calço hidráulico (enchimento da câmara de combustão com líquido, ocasionando na quebra de componentes internos). Para evitar, é preciso manter a aceleração constate e andar em baixa velocidade, assim como manter a primeira marcha e desligar o ar condicionado.

O carro pode apresentar “sintomas” como necessidade de mais esforço para girar o volante, flutuação dos ponteiros, luzes de anomalia da injeção eletrônica, bateria e freios ABS ou aumento do esforço ao acionar os freios. Normalmente, esses alertas são causados pelo excesso de água e exigem cautela ainda maior. Caso o veículo deixe de funcionar durante o alagamento, o condutor não deve tentar ligá-lo novamente. O correto é esperar a água baixar e encaminhar o veículo para uma oficina.

As consequências de um alagamento podem ser imperceptíveis no primeiro momento, mas podem vir à tona após algum tempo. Desta forma, o motorista deve levar carro a um profissional para fazer uma verificação dos danos. Além disso, se a água tiver atingido o estofamento, será necessário realizar uma higienização interna do veículo.
Para conferir o vídeo, acesse http://youtu.be/wMTh81UBBTw.

Campanha Transitando Seguro

A iniciativa visa diminuir os altos índices de acidentes no trânsito brasileiro e também conscientizar a sociedade sobre a importância da direção segura.

De acordo com o Relatório Global Sobre a Situação de Segurança Viária, primeira análise detalhada sobre 178 países publicada pela OMS, os ferimentos causados por acidentes de trânsito já se tornaram um problema de saúde pública. Segundo a entidade, morrem no mundo cerca de 1,2 milhões de pessoas todos os anos por causa da violência do trânsito, enquanto 20 a 50 milhões ficam feridas.

“O Brasil é reconhecidamente um dos recordistas mundiais de acidentes de trânsito. Desta forma, estamos assumindo um compromisso de disseminar informações e dados que estimulem a reflexão sobre segurança viária, comportamento e conscientização dos motoristas”, afirma Mauro Batista, presidente do SindsegSP.

L.S.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice