Ultima atualização 30 de janeiro

Soluções para riscos de alta exposição devem ser construídas em conjunto

As soluções para colocação de altos riscos no mercado de resseguros deverão ser construídas em conjunto, envolvendo seguradores, corretores de seguros e segurados. Para Lázaro Zani Sobrinho, desde a abertura desse mercado no Brasil, em 2007, muitas coisas mudaram, “para melhor e também para pior”, destacou. Segundo ele, as resseguradoras estão abertas, dispostas a aceitar riscos, mas é necessário haver amadurecimento do mercado como um todo, incluindo o cliente. Cabem as seguradoras e corretores explicar as condições ao segurado, ser claro sobre as exigências, fazendo-o entender a importância vital do seguro no seu negócio. Planejar os investimentos necessários para adequação ao contrato, com comprometimento de todas as partes, em curto, médio e longo prazo, foi uma das opções apresentadas pelo especialista na palestra realizada na última quinta-feira, 26 de janeiro, em Porto Alegre.
Sobrinho também destacou a importância de conhecer a função do subscritor além de identificar, avaliar, controlar e decidir tomar ou não o risco atua como um gestor de uma carteira de capital. “Aceitar um risco é comprometer o capital da empresa seguradora e por isso tem haver cautela”, destacou. Para ele os aspectos positivos da abertura dos resseguros no Brasil estão relacionadas a expansão do mercado e de produtos multiriscos. Em contrapartida, alguns setores deixaram de ter amparo como o algodão, madeira, supermercados, espuma e outros. “A mudança foi brusca e segurados e corretores não estavam habituados a lidar com as restrições dos resseguradores, que afetam seu dia-a-dia”, reconheceu. Mas Sobrinho deixou como dica a necessidade de união dos envolvidos no processo para a busca de soluções, num movimento conjunto entre as entidades. Ele ainda ressaltou que o mercado ressegurador gosta de relações em longo prazo, que proporcionam comprometimento junto ao segurado. Mas para isso, esse precisa assumir sua parte nos riscos, investindo no seu negócio e se conscientizando que tem que pagar mais por isso.
A palestra de Lázaro Sobrinho foi promovida pelo Sindseg-RS, com apoio da Escola Nacional de Seguros, no auditório Miguel Junqueira Pereira, em Porto Alegre. Cerca de 100 pessoas estiveram presentes e outros 2.700 usuários acessaram a página na internet, para assistir ao vivo a exposição, via TV Web JRS HD. Mais de mil usuários acompanharam toda a exposição nos seus computadores e outros 50 internautas acessaram via Iphone e Ipad. O presidente da entidade, Julio Cesar Rosa, comemorou a iniciativa pioneira do sindicato, que deverá ser repetida nos demais eventos do gênero no Sindseg-RS. A gravação da palestra já está disponível no You Tube e pode ser acessada na rede.

G.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice