Ultima atualização 04 de fevereiro

Com foco em agilizar a inovação, nstech cria venture capital

Prioridade da empresa é fazer investimentos SEED, que podem chegar a R$ 5 milhões por startup em fase final de validação do produto e início de tração

Desejando imprimir mais velocidade ao processo de inovação, a nstech criou a nstech Ventures, braço focado em logtechs, insurtechs, IoT e mobilidade, entre outras startups do ecossistema. “Estamos abertos a todas as boas ideias e projetos. Temos recursos para investir em parcerias ou aceleração de startups. Até avaliamos aquisição. Queremos atrair talentos, contribuir para o seu sucesso e colocar à disposição do mercado, integrando ao nosso portfólio”, afirma Cileneu Nunes, que lidera a área.

A prioridade é fazer investimentos SEED, que podem chegar a R$ 5 milhões por startup em fase final de validação do produto e início de tração. “Não definimos o limite do aporte. Vai depender do número de propostas que recebermos e estiverem alinhadas à nossa estratégia. Um ponto forte é a capacidade de conectar as startups com os clientes das 13 empresas da plataforma, fazer negócios de fato e acelerar o crescimento. Esse diferencial é indiscutível, pois a empresa já atende a 45 mil clientes, sendo 35 mil transportadoras, e conta com 2,1 milhões de motoristas de caminhão no seu banco de dados”, diz o executivo.

“A criação da nstech ventures está alinhada à proposta central da plataforma de mudar o ecossistema da logística através da tecnologia e da inovação aberta e colaborativa”, reforça Vasco Oliveira, CEO da companhia.

O Brasil gasta cerca de 12,3% do PIB com logística contra 7,8% dos Estados Unidos e mais de 40% dos caminhões rodam vazios. Além disso, é o 3º no mundo em roubos de cargas (14,2 mil/ano) e ocorrem nas rodovias federais mais de 11,2 mil acidentes/ano envolvendo caminhões. E, a estatística mais dramática: há 14,5 mortes por dia nas rodovias brasileiras.

“A tecnologia, incluindo inteligência artificial e big data, é a resposta para reduzir o dramático número de mortes e prejuízos materiais nas estradas em acidentes envolvendo caminhões de cargas, além de melhorar a qualidade, o custo e o prazo das entregas. Nesse processo, a nstech Ventures encaixa-se perfeitamente para motivar startups, jovens de talento e empreendedores a se juntar a nós nesse processo ao mesmo tempo desafiador, instigante e atrativo”, assinala Eduardo Steinberg, sócio da nstech.

A criação da nstech Ventures responde a uma solicitação do ecossistema de logística colhida no LogFuture, evento que reuniu dezenas de profissionais e empresas dos diversos segmentos da cadeia, que apresentaram suas dores, necessidades e visão de futuro.

“A partir das contribuições dos próprios agentes do mercado temos a noção clara de que frentes devem ser priorizadas nesse processo inovativo. O primeiro ponto é o pensamento de cadeia, segundo o qual todos os elos participantes têm de estar conectados e satisfeitos com o resultado. Para que isso ocorra, há um longo caminho a percorrer e, certamente, inúmeros projetos a colocar em prática. É o que estamos buscando”, complementa Nunes.

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.