Ultima atualização 02 de maio

Bidon Corretora de Seguros investe em público da classe C

Público representa 30% das vendas dos serviços da rede de franquias. Procura por produtos populares estimulam o mercado

Representando um público de 57,1% da população brasileira, cresce cada vez mais no País produtos e serviços direcionados à classe C. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV Social), com base em números do IBGE, em 2004 a classe C representava 39,7% da população, dez anos depois esse número saltou para 58,4%. Com isso, esse público passou a ter acesso a serviços e bens que até então era considerado de pessoas ricas, como carros e eletrodomésticos, além de gastos com passagem aérea. Esse público representa 31% do potencial de consumo, sendo que na faixa C1 a renda familiar média é de R$2.705, enquanto na faixa C2 a renda é de R$1.625.

Dessa forma, redes de franquias estão de olho nesse público e nas vantagens que ele pode trazer ao mercado. Henrique Mol, diretor-executivo da Bidon Corretora de Seguros, explica que a classe C representa hoje uma grande fatia do mercado consumidor no Brasil. “Ignorar o crescimento dessa classe é praticamente ignorar um mundo infinito de possibilidades de negócios e crescimento exponencial de acordo com o crescimento do público em questão. Desta forma, entendemos que investir nessa classe é indispensável e totalmente necessário, uma vez que buscamos atender à demanda de todos que nos procuram oferecendo a solução necessária para cada um, sendo da classe A, B ou C”, diz.

Por representarem 30% nas vendas dos serviços oferecidos pela Bidon, a empresa utiliza de forma considerável as grandes oportunidades que as companhias seguradoras estão lançando no mercado, que são os seguros populares que oferecem opções com coberturas e valores mais enxutos além de contar com formas de pagamento totalmente flexíveis a este público em específico.

Campeão de vendas

Preocupados cada vez mais com a própria segurança, o Seguro Automóvel não é somente procurado pelo público da classe C, mas como também de todas as classes sociais. Tanto é que este tipo de seguro representa 70% das vendas pelos franqueados da companhia.

Mol conta que a rede percebeu que os brasileiros sentem a necessidade de proteger seu patrimônio, o que faz com que busquem alternativas para se resguardar da crescente violência que assola todo o País. “Embora seja uma classe com poder econômico bastante limitado, a classe C vem aprendendo a ter um uso eficiente de suas finanças, ou seja, eles estão a cada dia gastando seus rendimentos com produtos mais pertinentes ao seu dia a dia e segurança. Em algumas regiões do País fica praticamente indispensável que a população contrate algum tipo de seguro para se precaver de possíveis prejuízos financeiros, devido a isso podemos observar uma população de baixa renda se preocupando muito em contratar apólices de seguros residenciais, automotivos, vida, entre outros”, afirma.

 

M.S.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
Best Wordpress Adblock Detecting Plugin | CHP Adblock