Ultima atualização 10 de março

Olik desenvolve tecnologia e seguros para inserir parceiros na distribuição

Insurtech foi criada para levar oportunidade de negócios a pequenas e médias redes de varejo, financeiras, promotoras e cooperativas de crédito
olik
João Duarte, Márcio Magnaboschi e Eduardo Santos, da Olik

A Olik foi criada para atuar como uma insurtech focada em parcerias que possam ser distribuidoras de seguros, viabilizando esse processo de forma completa. Utilizando o conceito insurance-as-a-service, a provedora de tecnologia e produtos integra soluções de seguros a uma empresa de distribuição.

“Apresentamos ao parceiro uma nova e rentável oportunidade de negócio. Ele já tem sua operação funcionando, mas mostramos que existe relevante receita adicional que pode vir dos seguros, afirma Marcio Magnaboschi, CEO da empresa. “Inserirmos quem não é do mercado na distribuição de seguros, capacitando não somente em tecnologia, mas com desenvolvimento de produto, precificação, inteligência de vendas, marketing, e processos”, explica.

Os corretores de seguros também podem ser parceiros na operação. “Conectamos o corretor da empresa de varejo, da financeira ou da cooperativa de crédito de forma integrada entre o seu cliente com a seguradora, que garantirá os riscos do programa desenvolvido. Os processos são personalizados e adaptados à linguagem de cada parceria. Atuamos na cadeia de valor de forma mais consultiva, pois desenvolvemos juntos toda a estrutura de seguros”, diz Magnaboschi.

A empresa foi fundada no final de janeiro de 2022 por três executivos com especialidades complementares. Marcio Magnaboschi, CEO, traz sua experiência de mais de 30 anos atuando em renomadas seguradoras, e atua na Olik na relação com investidores e nas áreas estratégica e comercial. Eduardo Santos, CCO, é atuário e responsável pela precificação e modelagem dos produtos, respondendo também pela gestão das tratativas com as seguradoras. João Duarte, CTO, é especialista em tecnologia e era o diretor de TI de uma das mais novas e digitais seguradoras do mercado, saiu de lá para apostar na Olik, onde coordena e apoia o desenvolvimento de todos os sistemas e processos.

“Unimos minha experiência como executivo de mercado, frustrado com as muitas possibilidades que as seguradoras deixam na mesa, porque para elas não é viável atender o pequeno e o médio mercado, com soluções para seguros e tecnologia. Temos um tripé com arenas e responsabilidades bem montadas para essa proposta de valor de modelo insurance-as-a-service para o B2B2C, com time-to-market diferenciado por termos equipe para desenvolver produtos e processos sem depender de terceiros”, relata Magnaboschi.

A ideia da empresa é atender qualquer varejo que atue na venda de bens mercantis. “É interessante que sejam lojas com uma divisão de eletrodomésticos, por exemplo, assim atuam oferecendo garantia estendida para os produtos”. Além de redes de varejistas, podem ser atendidas empresas financeiras ou cooperativas de crédito que queiram distribuir seguros. “Entramos em parceria com o canal de distribuição e ajudamos esse canal a se desenvolver como se fosse uma seguradora, mas sem assumir riscos de seguros. Criamos produtos, precificamos, acoplamos tecnologia e integramos com uma, duas ou mais seguradoras dependendo do tipo de produto que vamos ofertar para o consumidor final”, esclarece Magnaboschi.

O executivo aponta que a solução de tecnologia da Olik é ”agnóstica”. “Com ela podemos trabalhar diversos tipos de produtos de seguros e fazer integração com várias seguradoras. Podemos colocar garantia estendida, proteção financeira (prestamista), perda e roubo de portáteis, residencial, vida e acidentes pessoais, ticket protegido (no show), assistências, entre outros produtos”.

Com um ano de operação, a Olik já possui várias parcerias vigentes e mais algumas estão sendo finalizadas até Abril. “Buscamos o pequeno e médio varejo em cidades por todo o país. As grandes seguradoras têm mais foco em negócios grandes porque assim o esforço de integração e desenvolvimento é justificado”, diz Magnaboschi, apontando estudo da insurtech que identificou que existem mais de um milhão de varejistas pequenos e médios em todo o Brasil, pouquíssimos desenvolvem programas de seguros. “O consumidor das regiões mais distantes tem pouco acesso à proteção do seguro. Há um espaço gigantesco para crescermos”.

N.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
100% Free SEO Tools - Tool Kits PRO