Ultima atualização 13 de outubro

Maioria das colisões de Goiânia acontece na segunda-feira

Relatório mostra ainda que maior parte dos acidentes acontece no período da tarde. Motoristas de 27 a 36 anos envolveram-se em 29% das colisões

colisoes

Segunda-feira é o dia com a maior incidência de colisões entre veículos na cidade de Goiânia (GO). O levantamento tem como base os atendimentos realizados pelo Posto de Atendimento Rápido Especializado (P.A.R.E.) do Grupo BB e Mapfre entre junho de 2015 a maio de 2016, em Goiânia.

O relatório aponta que 77% dos acidentes ocorrem nos dias úteis, variando de 16% na segunda-feira até 14% na sexta-feira. O sábado concentra 13% dos registros e a menor incidência ocorre aos domingos, com 10% dos acionamentos.

“Esse estudo fornece elementos para uma reflexão sobre a ocorrência desse tipo de acidente e nos ajuda a pensar e desenvolver soluções sobre como melhorar o trânsito nas cidades”, aponta Jabis Alexandre, diretor de Automóvel e Massificados.

O levantamento demonstra ainda que é no período da tarde que acontece a maioria dos acidentes (41%), seguido pelo horário matutino (32%). Já entre às 18h e 12h, o índice ficou com 23%. A madrugada é o período de menor incidência, com 4% das ocorrências registradas por segurados e terceiros.

Perfil dos condutores

Dentre as colisões analisadas, o relatório também revela que os motoristas com idade entre 27 e 36 anos envolveram-se em 29% dos acidentes, seguidos pelos motoristas com idade entre 37 a 46 anos, que responderam por 20% das ocorrências. Os jovens condutores, com idade até 26 anos, representam 19% dos casos.

O índice de acidentes reduz-se entre os motoristas com idade a partir dos 47 anos. Eles envolveram-se em 15% dos acidentes, seguidos dos motoristas de faixa etária maior, até 67 anos, com 12% do total de acidentes e, acima de 68 anos, com 5%.

A análise do perfil também aponta o comportamento mais cauteloso das motoristas, que se envolveram em 41% dos acidentes registrados no município, enquanto os homens estiveram em 59% das colisões.

O que fazer quando bater o carro

Confira abaixo as dicas do Grupo sobre as ações mais indicadas para esse tipo de imprevisto:

  • Em caso de vítimas, a primeira dica é manter a calma, não realizar nenhum movimento com o ferido e acionar imediatamente o serviço de emergência;
  • Sinalize o local com o triângulo luminoso (geralmente este equipamento fica no porta-malas dos veículos) e procure ficar em um local seguro;
  • Procure reunir o máximo de informações possíveis sobre os veículos (placa e modelo) e os motoristas envolvidos (nome, telefone e RG);
  • O registro de fotos também pode ajudar na abertura do sinistro. O GRUPO oferece a opção de abrir a ocorrência pela internet, agilizando a resolução do caso;
  • Outra dica importante é a realização do Boletim de Ocorrência, que será a versão oficial do acidente e das ações tomadas pelos envolvidos;
  • Para os motoristas que contam com seguro, o passo final é entrar em contato com a seguradora que fornecerá todo o suporte para a resolução do problema.

L.S.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice