Ultima atualização 23 de novembro

Sócio da BRS Investimentos orienta como investir na Bolsa de Valores

De acordo com Cesar Leite, sócio da BRS Investimentos, investir na Bolsa de Valores é mais simples do que parece, acessível e uma alternativa para planejar o futuro. As considerações foram expostas no dia 21 de novembro, no auditório do Sindseg-RS, em Porto Alegre, durante a palestra Você e o Mercado de Ações. O corretor passou os conceitos, as terminologias, o funcionamento da Bolsa de Valores e também as diversas maneiras de investir em ações. O primeiro passo é procurar uma corretora para uma análise do perfil do cliente e orientação sobre as alternativas de investimentos mais adequadas a cada caso. Não existe um limite de investimento inicial, mas, devido a taxas e impostos, o valor sugerido é de R$ 2.000,00, que cobrirá despesas e garantirá lucratividade. A taxa média de rentabilidade é de 2,50% ao mês, índice verificado nos últimos quinze anos, superior as taxas de renda fixa como a poupança ou a investimentos em imóveis, por exemplo. Segundo Leite, com o crescimento da economia brasileira a perspectiva é de que os bons resultados gerem ao longo dos anos melhores resultados e lucratividade para as empresas e consequentemente aos investidores. As alternativas são em carteira individual, fundos de investimentos e os clubes de investimentos, que hoje é a febre do mercado, onde o investidor tem mais flexibilidade no prazo das operações. Todas as operações ou mesmo corretoras de valores que atuam no mercado são rigorosamente fiscalizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e no Brasil quem opera a Bolsa de Valores em São Paulo é a BM&F Bovespa. “Os investidores recebem constantemente relatórios das operações na bolsa, num processo 100% transparente”, garantiu.

G.F.
Revista Apólice

Compartilhe no:

Assine nossa newsletter

Você também pode gostar

Feed Apólice