Home » Notícias » Seguros » APTS analisará causas e consequências do incêndio na boate Kiss

APTS analisará causas e consequências do incêndio na boate Kiss

A Associação Paulista dos Técnicos de Seguro (APTS) apresentará uma análise sobre a mais recente tragédia que abalou o país – o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), que provocou, até agora, a morte de 238 pessoas e ferimentos com internação hospitalar em mais de cem pessoas. Sob a coordenação de José Cesar Caiafa Junior, engenheiro de segurança e diretor da Flex Corretora de Seguros,o “debate do meio-dia” será realizado na sede da entidade no dia 20 de fevereiro.

Entre os debatedores convidados está o coronel Nilton Divino D’Addio, que foi comandante no Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo e atuou em algumas tragédias no estado, como as dos Edifícios Andraus e Joelma. D’Addio fará uma análise técnica das causas e consequências do incêndio em Santa Maria, relacionando-o com outras tragédias semelhantes. Ele adiantou que um dos aspectos mais relevantes no incêndio da boate foi a dificuldade das pessoas em sair do local quando o pânico se instalou. D’Addio falará, ainda, sobre medidas preventivas e de combate, revelando a realidade dos Corpos de Bombeiros do País.

Também debaterá o tema o engenheiro Luiz Macoto Sakamoto, diretor executivo da Yasuda Seguros, responsável pelas áreas técnica e operacional da seguradora, que destacará em sua apresentação a conduta restritiva das seguradoras em relação a riscos como os de casas noturnas. Caberá a ele responder se haveria ou não indenização (nos seguros de incêndio e de responsabilidade civil) para o sinistro de Santa Maria, caso tivesse sido contratado o seguro do estabelecimento ou do evento.

Outro debatedor será o especialista em regulação de sinistros Martin Ern Faller, diretor executivo da multinacional Cunningham Lincy Int do Brasil, que fará uma simulação de regulação de sinistros do porte do incêndio no Sul, considerando os prejuízos materiais e, principalmente, a responsabilidade civil. Estima-se a maioria dos seguros de responsabilidade civil contratados por casas noturnas no país não cubra a totalidade dos riscos.

Completando o quadro de debatedores, o advogado Plínio Machado Rizzi, especializado na área de seguros, interpretará o sinistro da boate do ponto de vista jurídico. Ele analisará os fatos para responder se seria pertinente ou não a negativa de indenização de sinistro, além de apontar as fontes de recursos nas quais as seguradoras poderiam obter o ressarcimento de seus prejuízos, caso fossem obrigadas a arcar com o pagamento de indenização.

De acordo com o coordenador José Caiafa, a mídia tem veiculado pareceres diversos de especialistas sobre o incêndio na boate Kiss, mas de maneira dispersa. “Parece haver uma lacuna entre essas opiniões”, diz. Por isso, durante o debate da APTS, ele afirma que haverá a abordagem do tema de maneira abrangente, com enfoques distintos, mas complementares. “Tal um quebra-cabeças, em que as peças se encaixam perfeitamente”, afirma.

A entrada é gratuita para os associados da APTS e convidados dos patrocinadores. Mais informações pelos telefones (11) 3227 4217 e 3229 6503 ou pelo e-mail apts@apts.org.br.

Revista Apólice notícias sobre seguro de vida você também encontra aqui!

J.N.

Revista Apólice

Adicionar novo comentário

R. Loefgreen, 1.291 - Cj 133 - Vl. Clementino - CEP 04040-031 - São Paulo - SP - Brasil

Scroll to top